Papa Francisco: Cristãos não podem ficar indiferentes à corrupção

O Papa Francisco disse na oração do Ângelus neste domingo que os cristãos não devem ficar indiferentes às histórias de corrupção.

Por: Sophia Mendes
. Atualizado: 18/09/2022 às 21h:36
Papa Francisco: Cristãos não podem ficar indiferentes à corrupção
Foto: Matt Campbell/Lusa Agência Brasil

O Papa Francisco disse no domingo que os cristãos não devem ficar indiferentes às histórias de corrupção. No entanto, o papa disse que “devem ser criativos para fazer o bem com prudência”.

O papa disse em seu discurso do Angelus que as pessoas podem “começar a reclamar” em tempos de crise, mesmo na Igreja.

Mas, como cristãos, não devemos desanimar ou pior, largar as coisas, permanecer indiferentes“, disse ele.

Pelo contrário, somos chamados a ser criativos para fazer o bem com prudência e inteligência evangélica, usando os bens deste mundo. Não apenas materiais, mas todos os dons que recebemos do Senhor, não para nos enriquecer, mas gerar amor fraterno e companheirismo social“. continua.

Related Posts

Jesus e a Corrupção

O Papa Francisco disse: “Jesus conta a história da corrupção: um gerente desonesto que rouba e depois, depois de ser descoberto por seu mestre, age com astúcia para sair da situação.

Jesus usa essa história para nos desafiar quando diz: ‘Os filhos deste mundo são mais sábios ao lidar com sua própria geração do que os filhos da luz.’

O Papa Francisco comentou que aqueles que vivem “certos padrões mundanos” hoje parecem saber como sobreviver mesmo quando estão em apuros. Enquanto os cristãos às vezes são “ingênuos e não sabem como tomar a iniciativa de… Encontrar caminhos para sair das dificuldades.

Penso em tempos de crises pessoais ou sociais, mas também crises na Igreja: às vezes nos deixamos levar pelo desânimo ou começamos a reclamar e a nos fazer de vítima”.

“Jesus diz que, de acordo com o evangelho, também podemos ser inteligentes, despertos e alertas para ver a realidade, e criativas, boas soluções para nós mesmos e para os outros encontrarem”, disse ele.

Antes de rezar o Ângelus com a multidão reunida na Praça de São Pedro, o Papa Francisco os encorajou a recordar. “Para herdar a vida eterna, portanto, não é necessário perder bens neste mundo, mas o que conta é a caridade que temos vivido em nossas relações fraternas” diz o papa.

O Papa rezou pelo povo da Ucrânia e por todas as vítimas da guerra.

Rezemos para que a Virgem Maria nos ajude a ser como ela, pobres de espírito e ricas de amor mútuo”, disse.

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.




    0 Comentários

    Os comentários são exclusivos para assinantes do Deo Vero.