Papa diz que viagem à Ucrânia e Rússia não é possível devido a dor no joelho

Papa contrapôs os rumores de uma viagem à Ucrânia e poderia ocorrer mais cedo durante sua visita ao Cazaquistão na próxima semana.

Por: Sophia Mendes
. Atualizado: 6/09/2022 às 08h:48
Papa diz que viagem à Ucrânia e Rússia não é possível devido a dor no joelho
Foto de Long Thiên/Wikimedia

Em uma nova entrevista, o Papa Francisco contrapôs os rumores de uma viagem à Ucrânia e Rússia e poderia ocorrer mais cedo durante sua visita ao Cazaquistão na próxima semana. Além disso, o papa também disse que os médicos o proibiram de viajar antes devido a problemas persistentes no joelho.

Em declarações à CNN Portugal, o Papa disse que falou com o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy e com o presidente russo Vladimir Putin e que este diálogo é crucial.

Ambos me visitaram aqui. Não agora, antes (da guerra). E sempre acredito que dialogando a gente sempre vai pra frente. Sabe quem não sabe falar? Animais. São puro instinto. Em vez disso, o diálogo é deixar de lado o instinto e ouvir. O diálogo é difícil”, disse.

Quando perguntado se ainda planeja visitar a Ucrânia, Francisco disse que uma visita papal à capital ucraniana está no ar.

Além da viagem à Ucrânia e Rússia

Na ampla conversa, o Papa abordou, entre outras coisas, o encontro da Jornada Mundial da Juventude do próximo ano em Lisboa. Bem como a crise dos abusos sexuais por parte do clero. O papa também falou sobre o papel da mulher na Igreja, a liturgia e o Sínodo dos Bispos na curso sobre sinodalidade dentr outras coisas.

Francisco disse em sua entrevista que “o abuso de homens e mulheres da Igreja, abuso de autoridade, abuso de poder e abuso sexual são uma monstruosidade porque o homem ou mulher da Igreja, seja sacerdote, religioso ou leigo chamado a servir, criar unidade, crescer e abuso é sempre destrutivo.” Citando um grupo de especialistas do Brasil com quem se reuniu recentemente para discutir o assunto. Ele observou que o abuso por membros da igreja representa apenas 3%, enquanto o abuso no ambiente familiar varia de 42 a 46 por cento. A porcentagem de abuso no esporte também é maior.

Related Posts

Ele reiterou sua atitude de tolerância zero em relação ao abuso do clero. O papa disse que ele é o responsável por garantir que isso não aconteça novamente e uma coisa muito importante é a tolerância zero.

Liturgia

Além disso, Francisco também abordou brevemente a liturgia e sua decisão de limitar a missa tradicional em latim, dizendo que havia uma crise de deformidade litúrgica na Igreja e a falta de misericórdia na celebração da missa era uma das causas.

Essa falta de misericórdia excita escândalo, disse ele, dizendo: “Uma igreja que não celebra bem a liturgia é uma igreja que não sabe louvar a Deus, que não sabe viver profundamente“.

Leigos sempre puderam trabalhar no Vaticano e mais foram nomeados nos últimos anos, por isso está sendo implementado lentamente.

Sobre a disputa sobre o sínodo, Francisco disse: “Devemos deixar os processos terminarem, porque o Espírito Santo nos dá caminhos para amadurecer a Igreja”.

E o bom pastor, aquele que é pastor, o bispo deve saber como está no meio do povo de Deus”, disse ele, dizendo que os bispos devem ficar na frente, no meio e atrás de seus rebanhos para que possam acompanhar cada um de seus membros.

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.




    0 Comentários

    Os comentários são exclusivos para assinantes do Deo Vero.