Papa diz às freiras para rejeitarem o Diabo, não se tornem ‘solteironas’ | Deo Vero
Botão de Pesquisar Pesquisar
Botão de Pesquisar Entrar
Botão de Pesquisar Assine

Papa diz às freiras para rejeitarem o Diabo, não se tornem ‘solteironas’

Por: Maria Luiza Drumond
. Atualizado: 25/10/2021 às 12h:34
Papa Francisco participa de uma sessão do Capítulo Geral das Irmãs Salesianas em sua sede em Roma, em 22 de outubro de 2021. (Crédito: CNS photo / Vatican Media.)

ROMA – Raramente alguém para poupar as críticas de seus próprios círculos clericais e religiosos, o primeiro papa jesuíta da história estava de volta na sexta-feira, incitando claramente os membros de uma ordem religiosa feminina – na linguagem popular, freiras – a serem cautelosos com um “mundanismo espiritual” semeado por o Diabo que poderia induzi-los a se tornarem “solteironas”.

“Não se esqueçam que o pior mal que pode acontecer na Igreja é o mundanismo espiritual”, disse Francisco na sexta-feira, falando de improviso para um encontro das Filhas de Maria Auxiliadora, também conhecidas como Irmãs Salesianas de Don Bosco.

“Quase posso dizer que parece pior do que um pecado, porque o mundanismo espiritual é aquele espírito muito sutil que ocupa o lugar da proclamação, que ocupa o lugar da fé, que ocupa o lugar do Espírito Santo”, disse o papa.

Citando o falecido padre jesuíta Henri de Lubac, o pontífice argumentou que o mundanismo espiritual é pior do que os escândalos “na época dos papas concubinas” e advertiu que o diabo entra nas casas religiosas por esse caminho, “não forçando a entrada”, mas como um “demônio educado”, sem que os que vivem no lar religioso percebam.

“Pessoas que deixaram tudo, renunciaram ao casamento, renunciaram aos filhos, à família … e acabam – desculpe a palavra – ‘solteironas’, isto é, mundanas, preocupadas com essas coisas”, disse Francisco, acrescentando que os religiosos são vítimas de tais tentações quando falam mal uns dos outros, apontam dedos, espalham boatos ou se tornam muito focados em seu “status” como religiosos, acreditando que isso os torna superiores aos outros.

“Em vez de serem mulheres consagradas a Deus, elas se tornam‘ jovens educadas ’”, disse o papa durante o evento realizado a portas fechadas. Ele chamou as religiosas a se concentrarem no serviço missionário, na mortificação e na tolerância umas com as outras, porque “é preciso muita penitência para tolerar umas às outras” quando vivem em comunidade.

O mundanismo, disse ele, é mais do que querer um novo telefone ou férias na praia, não é “estar em paz”.

Dirigindo-se ao XXIV Capítulo Geral das Irmãs Salesianas, Francisco também as exortou a uma “fidelidade criativa ao carisma” de seu fundador, que não é “uma relíquia empalhada”, mas “uma realidade viva”.

O pontífice então destacou “a necessidade de fazer crescer comunidades entrelaçadas com relações intergeracionais, interculturais e fraternas” e exortou a comunidade a “nunca isolar os idosos”, dizendo que “é um dever dos jovens proteger os idosos, aprender deles, para dialogar com eles. ”

Depois de exortar os religiosos a “perseverar em seu compromisso de ser comunidades geradoras no serviço aos jovens e aos mais pobres”, Francisco destacou o valor da ternura: “Para mim, uma coisa muito feia é um religioso irado, um religioso que parece ter desjejum não com leite, mas com vinagre. Sejam mães. Ternura. O estilo de Deus é sempre proximidade ”e“ A proximidade de Deus é sempre compassiva e terna ”.

O papa também se referiu à pandemia COVID-19 e ao fato de ela ter “multiplicado” a pobreza, até mesmo a “escondida”, principalmente entre as famílias de classe média que não têm mais o necessário para sobreviver. “A pandemia causou muitos estragos.”

Depois de falar sobre o que ele não quer ver na vida religiosa, Francisco exortou seu público a ser como Maria, a mãe de Deus, que é “a mulher atenciosa, plenamente incorporada no presente e solícita, uma mulher atenciosa”.

“Desta forma, você pode ouvir com atenção a realidade, compreender situações de necessidade”, disse ele, e quando “a alegria do amor está faltando, eles podem trazer Cristo, não em palavras, mas em serviço, em proximidade, com compaixão e ternura . ”

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.

É Necessário estar logado para nos enviar sugestões. Cadastre-se ou faça login com sua conta.

Leia Mais

Somente Assinantes podem comentar ou visualizar os comentários. Faça Login ou Assine nosso site.

Botão Facebook Botão Facebook