Opus Dei anuncia congresso geral para alterar seus estatutos

Por: Sophia Mendes
. Atualizado: 6/10/2022 às 04h:09
Opus Dei anuncia congresso geral para alterar seus estatutos

O Prelado do Opus Dei, Monsenhor Fernando Ocáriz, anunciou que convocaria um Congresso Geral Extraordinário no primeiro semestre de 2023. O congresso é para adequar os Estatutos da Prelazia às diretrizes do Motu Proprio Ad carisma tuendum.

O Diretor do Opus Dei fez o anúncio por ocasião do 20º aniversário da canonização do fundador do Opus Dei, São Josemaria Escrivá.

Ocáriz explicou que o Dicastério para o Clero aconselhou o Conselho Geral e o Conselho Central do Opus Dei a não se limitarem neste processo e a “examinar o que diz respeito à dependência da Prelazia deste Dicastério“.

Por isso, incentivou propor “outros possíveis pequenos ajustes aos Estatutos” à luz do motu próprio e dedicar “todo o tempo necessário sem pressa”.

Em 22 de julho, o Vaticano publicou o Ad charisma tuendum (Para Salvaguardar o Carisma), no qual o Papa Francisco ordenou uma reforma do Opus Dei.

Disposições do Papa ao Opus Dei

Entre as disposições do Papa é que o prelado que dirige o Opus Dei de agora não seja mais bispo. Além disso a instituição deve alterar os seus estatutos e apresentar um relatório anual. E por fim, não estará mais sujeito ao Dicastério para os Bispos, mas ao Dicastério para o Clero.

Ocáriz escreveu que, sendo a reforma uma iniciativa da Santa Sé, não é obrigatória a convocação dos congressos gerais previstos para a modificação dos estatutos.

Veja Também

No entanto, ele decidiu convocar um congresso geral extraordinário “com esse objetivo preciso e limitado” que acontecerá no primeiro semestre de 2023.

Para tanto, Ocáriz anunciou que as diretrizes de submissão de trabalhos serão enviadas aos congressistas com bastante antecedência para facilitar seu estudo.

O prelado sublinhou que “trata-se de cumprir as instruções da Santa Sé, não propor quaisquer alterações que nos pareçam interessantes”.

Além do desejo de permanecer fiel ao legado do nosso Fundador, é importante ter em conta o bem que traz a estabilidade jurídica das instituições”, disse.

Relativamente às outras propostas que podem ser feitas à luz do motu proprio, “unir o trabalho apostólico para dar novo impulso“. Ocáriz sublinhou que irá posteriormente solicitar quando convocadas futuras semanas de trabalho, com data a definir.

Por fim, o Prelado do Opus Dei confiou no processo de intercessão do Filho Josemaría Escrivá e encoraja a “pedir ao Senhor que torne fecundo com renovado vigor o carisma que Deus confiou ao nosso Pai ao serviço da Igreja na vida de cada um de nós – como o Papa Francisco nos pediu”.

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.




    0 Comentários

    Os comentários são exclusivos para assinantes do Deo Vero.

    Nenhum número escolhido ainda