Menina escolhe o tema de Nossa Senhora Aparecida para sua festa de aniversário

Por: Mathias Ribeiro
. Atualizado: 9/10/2022 às 23h:36
Menina escolhe o tema de Nossa Senhora Aparecida para sua festa de aniversário

A Maria Glória ou como todos a conhecem, Glorinha de 5 anos realizou sua festa de aniversário no dia 16 de julho, com o tema de Nossa Senhora Aparecida.

Sua mãe, Elisandra, sofria com problemas hormonais e ovário policístico que a impedia de engravidar, até que um dia ela foi até o Santuário Nacional de Aparecida pediu a intercessão de Nossa Senhora para que ela tivesse a graça de ser mãe, um mês depois ela descobre que estava grávida da linda Glorinha. Ela nasceu no dia 20 julho.

Abaixo segue as fotos do aniversário da Glorinha:

Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Docinhos Nossa Senhora Aparecida
Maria Clara abraçando Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
Nossa Senhora Aparecida
(Imagem: Reprodução/Redes Sociais)

A história de Nossa Senhora Aparecida

Há duas fontes sobre o achado da imagem. Elas se encontram no Arquivo da Cúria Metropolitana de Aparecida e no Arquivo da Companhia de Jesus, em Roma. A história registrada pelos padres José Alves Vilela, em 1743, e João de Morais e Aguiar, em 1757. Cujos documentos se encontram no Primeiro Livro de Tombo da Paróquia de Santo Antônio de Guaratinguetá.

Veja Também

Segundo os relatos, a aparição da imagem ocorreu na segunda quinzena de outubro de 1717, quando Pedro Miguel de Almeida Portugal e Vasconcelos, conde de Assumar e governante da capitania de São Paulo e Minas de Ouro, estava de passagem pela cidade de Guaratinguetá, no vale do Paraíba, durante uma viagem até Vila Rica.

Guaratinguetá

O povo de Guaratinguetá decidiu fazer uma festa em homenagem à presença de Dom Pedro de Almeida e, apesar de não ser temporada de pesca, os pescadores lançaram seus barcos no rio Paraíba do Sul com a intenção de oferecerem peixes ao conde. Além disso, os pescadores Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso rezaram para a Virgem Maria e pediram a ajuda de Deus. Logo após várias tentativas infrutíferas, desceram o curso do rio até chegarem ao Porto Itaguaçu. Contudo, eles já estavam a desistir da pescaria quando João Alves jogou sua rede novamente, em vez de peixes, apanhou o corpo de uma imagem da Virgem Maria, sem a cabeça.

Ao lançar a rede novamente, apanhou a cabeça da imagem, que foi envolvida em um lenço. Após terem recuperado as duas partes da imagem, a figura da Virgem Aparecida teria ficado tão pesada que eles não conseguiam mais movê-la. A partir daquele momento, os três pescadores apanharam tantos peixes que se viram forçados a retornar ao porto, uma vez que o volume da pesca ameaçava afundar as embarcações. Esta foi a primeira intercessão atribuída à santa.

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.




    0 Comentários

    Os comentários são exclusivos para assinantes do Deo Vero.