Mais uma perseguição a católicos na Nicarágua

Logo após mais uma perseguição a católicos na Nicarágua, polícia proibiu uma procissão religiosa marcada para sábado na capital.

Por: Sophia Mendes
. Atualizado: 13/08/2022 às 14h:10
Mais uma perseguição a católicos na Nicarágua
(Imagem: GilFiallos - Winkmedia)

Logo após mais uma perseguição a católicos na Nicarágua, polícia proibiu uma procissão religiosa marcada para sábado na capital. O mais recente sinal de tensões entre o governo e a Igreja Católica Romana.

Em seguida a Arquidiocese de Manágua pediu aos fiéis que venham direta e pacificamente à catedral no sábado “para rezar pela igreja e pela Nicarágua”.

“A Polícia Nacional informou-nos que por motivos de segurança interna a procissão marcada para as 7 horas deste dia 13 de agosto, atividade prevista por ocasião do Congresso Mariano e conclusão da romaria da imagem de Nossa Senhora de Fátima em território nacional , não é permitido”, disse a arquidiocese em comunicado.

Nesse meio tempo, em 1º de agosto, o governo anunciou que o bispo de Matagalpa, Rolando Álvarez, estava sob investigação por supostamente promover o ódio e incitar a violência. Ele disse que ele não teria permissão para deixar o complexo da igreja que inclui sua residência enquanto a investigação continuasse. A polícia manteve o complexo cercado.

Álvarez tem sido um crítico ferrenho do governo do presidente Daniel Ortega.

Antes disso, o governo fechou sete estações de rádio de propriedade da Igreja Católica na província de Matagalpa.

Related Posts

A polícia não permite grandes aglomerações públicas, exceto aquelas patrocinadas pelo governo ou pelo partido governista Frente Sandinista de Libertação Nacional, desde setembro de 2018. No início daquele ano, em abril, grandes protestos de rua se tornaram um pedido de renúncia de Ortega.

Ortega sustentou que foi uma tentativa de golpe realizada com apoio estrangeiro e o apoio da igreja. Desde então, seu governo agiu contra vozes de dissidência, incluindo líderes da oposição política e mais de 1.000 organizações não-governamentais.

Após perseguição a católicos na Nicarágua, bispo nicaraguense fala em perdão

O bispo nicaraguense detido Rolando José Álvarez apareceu em um vídeo em 11 de agosto, uma semana depois de sua prisão domiciliar feito pelas autoridades governamentais, dizendo que ele e os companheiros que estão com ele têm corações cheios de perdão e amor.

O vídeo, feito dentro de uma capela do prédio da igreja onde o grupo está detido, é parte homilia, parte atualização sobre os espíritos dos padres e leigos católicos com o bispo. A polícia em equipamento anti-motim impediu que todos saíssem do edifício.

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.




    0 Comentários

    Os comentários são exclusivos para assinantes do Deo Vero.