Entenda o que é um católico rad-trad

A gíria rad-trad é usada por alguns católicos e surgiu através de um neologismo da palavra do inglês radical traditionalism.

Por: Mathias Ribeiro
. Atualizado: 14/09/2022 às 18h:54
Entenda o que é um católico rad-trad
Foto Christophe117/Wikimedia

A gíria rad-trad é usada por alguns católicos e surgiu através de um neologismo da palavra do inglês radical traditionalism (tradicionalismo radical). Ou seja, refere-se ao católico que não aceita o Concílio Vaticano II e o missal promulgado por São Paulo VI em 1969.

Hoje em dia esse termo é proclamado por muitos de forma pejorativa. Muitos católicos mal informados gostam de taxar pessoas que discordam de suas opiniões como “rad-trad”. Ou seja, se você falar que algo é anti litúrgico ou que algo vai contra a doutrina da igreja, logo você é um católico “rad-trad”.

O Católico Radical não é aquele que prefere ir a uma missa em rito extraordinário ao invés da missa em rito ordinário. Também não é aquele que não gosta de missas carismáticas.

Pode-se dizer que o “rad-trad” é a mesma coisa que um sedevacantista. Pois ele os outros católicos sedevacantista acreditam que a Santa Sé está vaga e que o homem geralmente reconhecido como Papa é, na realidade, um impostor etc.

Related Posts

Rad-trad e o Sacrosanctum Concilium

De fato sabemos que todos estão errados, mas não podemos negar que muitos modernistas e adeptos a Teologia da Libertação se escondem atrás da acusação para serem os donos da razão.

No Brasil não faltam razões para um católico que estuda a doutrina da santa igreja se tornar um “católico rad-trad” por engano. Pois muitas paróquias cometem erros ou abusos litúrgicos nas missas. Grupos jovens e movimentos transformam a missa em um verdadeiro culto protestante. O povo da teologia da libertação e suas missas “interculturadas” que faz com que muitos “odeiem” o CVII e missas ordinárias.

O mais engraçado de tudo é que esse povo “rad-trad” não leu uma linha da introdução geral ao missal romano e muito menos Sacrosanctum Concilium.

Não podemos esquecer dos “haters do Papa Francisco” que sempre caem na ladainha da mídia que vive manipulando tudo o que o papa fala.

Portanto, se você possui o costume de acusar católicos de serem rad-trads por razões fúteis, logo você está realmente julgando seu irmãozinho. E se você é conservador, leia o CVII e o missal romano antes de criticar-los.

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.




    0 Comentários

    Os comentários são exclusivos para assinantes do Deo Vero.