Estrelas do Rock que são cristãs

Por: Mathias Ribeiro
. Atualizado: 10/10/2022 às 00h:29
Estrelas do Rock que são cristãs

A dúvida que mata muitos católicos é se a igreja proíbe ou não um católico de ser “Rockeiro”, o que já respondemos de cara que não, a igreja não proíbe. Mas é claro que “tudo posso mas nem tudo me convém!“, da mesma forma que um católico pode ouvir funk, pagode e sertanejo, um católico pode sim ouvir Rock, mas devemos ter muito cuidado com o que ouvimos, pois sabemos que existem bandas que apoiam o satanismo da mesma forma que sabemos que existem funks que apoiam o crime.

O Heavy Metal e as suas vertentes possuem uma certa fama anti-cristã (exceto o Black Metal que afirma ser influenciado pela ideologia satanista e o White Metal que é considerado uma espécie de Metal Gospel), mas no geral quando se ouve o termo “Metal” vem à cabeça um gênero fortemente brutal inspirado pelas “forças ocultas do demônio”.

Apesar do Rock ser um gênero musical como qualquer outro, existem bons e maus exemplos nos mesmo. Não se tem certeza exatamente a origem desta linha de pensamento, talvez se deve à agressividade do gênero, que foi uma novidade no cenário musical da época em que surgiu, ou letras de algumas bandas que são explícitas ou até mesmo implícita sobre o tema da religião cristã, ou também pelo visual dos integrantes ou pelo simples ditado: “O diabo é o pai do Rock!”.

Contudo, o fato é que mesmo com tanta má fama, temos muitos exemplos de grandes estrelas do Rock que são assumidamente cristã.

Dave Mustaine

Foto de Thargol/Wikimedia Commons

Dave Mustaine da banda de Rock Megadeth que depois de muitos anos no vício das drogas (o que culminou na sua expulsão do Metallica) e se envolvendo em polêmicas, resolveu se converter à fé cristã e foi até mesmo batizado novamente em 2004, o que o fez com que ele parasse de tocar algumas músicas da banda com letras mais “satânicas” como “The Conjuring”. Em sua autobiografia ele relata a sua jornada espiritual e diz que teve momentos muito difíceis por assumir ser cristão.

Michael Kiske

Foto de V-spectrum/Wikimedia Commons

Em 1994, ano de sua saída banda de Rock Helloween, correu um boato que o ex-vocalista Michael Kiske tinha se convertido ao cristianismo. E ele se “mostrou” cristão após publicar um nota em sua página do Myspace na qual mostrava o seu repúdio ao Satanismo.

“De tempos em tempos recebo pedidos para serem meus ”amigos” de pessoas com perfis muito estranhos. E antes de eu ou Jutta (responsável pelo site) decidirmos a quem aceitar ou negar, nós os checamos primeiro, e se encontrarmos neles qualquer forma de brutalidade, satanismo, porcarias glorificando o mal, pornografia ou algo do gênero, eles simplesmente não podem ser meus amigos. Isso está muito longe de quem eu sou e do que eu quero me conectar. Alguns músicos e bandas aceitam todo mundo – quanto mais, melhor – mas para mim é muito mais importante quem será membro de uma coisa chamada ‘Amigos do Kiske’ e não quantos serão. Todo mundo que sabe quem eu sou e como eu penso entenderão isso perfeitamente”.

“Eu sei que algumas dessas pessoas simplesmente não sabem o que estão fazendo e com o que estão lidando, e para alguns isso é só ‘coisa de criança’. E outras pessoas ainda não conseguem entender porque eu levo essas coisas a sério; bem, porque elas são! Mas eu também sei muito bem, que o materialismo não respeita mais nenhuma moral. Mas eu não sou materialista; sou um Cristão (de nenhuma igreja), e não quero NENHUM site oficial meu como plataforma para essa doença que é o Satanismo! Eu definitivamente não sou amigo de pessoas que servem o Anticristo. Não estamos do mesmo lado! – JESUS CRISTO para sempre”!

Alice Cooper

Foto de Biha/Wikimedia Commons

Conhecido pela sua performance de palco e seus cenários e visuais macabros, Alice Cooper se considera cristão, e afirma: “Eu sou um cristão normal”. “Leio a Bíblia de manhã e à noite. E dou aulas de cristianismo, às vezes”, diz Cooper. Em 2007, A estrela do Rock abriu um centro cristão para jovens na cidade de Phoenix, viabilizando o projeto com cerca de US$ 2 milhões.

Nicko Mcbrain

Foto de adels/Wikimedia Commons

O baterista da mais famosa banda de Heavy Metal, Iron Maiden, converteu-se em 1999 na companhia da sua esposa cristã Rebecca, na igreja de Spanish River perto da sua casa em Boca Raton (Flórida). Segundo relatos do próprio, a sua esposa orava por ele há bastante tempo e ao entrarem os dois na igreja, Michael teria chorado e ouvido um chamamento. Em depoimentos posteriores, disse: “Sentei-me a pensar, ‘não bebi nada ontem, porque não consigo manter-me de pé?’” e “‘Eu tinha uma fervente relação com Jesus a acontecer no meu coração”.

Marty Friedman

Foto de Shadowgate/Wikimedia Commons

Não é à toa que muitos dizem que o Megadeth se tornou uma banda cristã. Outro que também se considera cristão é o ex-guitarrista Marty Friedman que esteve presente no Megadeth no ano de 1990. Ele tocou por um bom tempo com a banda Cristã Tourniquet na gravação do “Where Moth and Rust Destroy”, tido como o melhor álbum deles. Sua saída do Megadeth foi devido a sua própria decisão de rumo de carreira.

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.




    0 Comentários

    Os comentários são exclusivos para assinantes do Deo Vero.

    Nenhum número escolhido ainda