Cardeal Tagle batizou 450 crianças de rua no último sábado

Os sacramentos aos pobres como aos ricos: de Manila a iniciativa da diocese para corrigir uma crença que exclui os últimos também da aproximação a Deus

Por: Mathias Ribeiro
. Atualizado: 1/10/2019 às 10h:07

Nas Filipinas 450 crianças receberão o sacramento do batismo, tudo isso graças à Fundação Tulay ng Kabataan, dirigida pelo padre Matthieu Dauchez, de quem são assistidos, e à arquidiocese. Segundo a agência Asia News, o objetivo é sensibilizar a opinião pública, principalmente nas áreas mais marginalizadas, e retificar uma mentalidade equivocada de que somente os ricos, capazes de pagar, podem receber os sacramentos.

Assim, na manhã deste sábado 28 de setembro, na Catedral da Imaculada Conceição de Manila, o cardeal Luis Antonio G. Tagle guiou a cerimônia junto com o padre Dauchez e outros 10 sacerdotes. Em apoio às crianças de rua, desde 1998, está a Tulay ng Kabataan Foundation, uma ONG. Através da captação de recursos, se trabalha para garantir que todos se desenvolvam plenamente, nas necessidades e direitos de ter uma família, estudar, e ser protegido. Há cinco programas diferentes para ajudar as crianças que vivem nas ruas, nas favelas, as que têm necessidades especiais, as que vasculham o lixo. No total, todos os anos, os voluntários acolhem 1.500 crianças em 36 centros nas áreas metropolitanas de Manila e Bataan e também ajudam idosos abandonados. São educadores de rua, psicólogos, assistentes sociais e trabalhadores comunitários: nos últimos 21 anos, a Tnk salvou mais de 55 mil crianças abandonadas a si mesmas. Entre elas está o Servo de Deus, Darwin Ramos, que morreu em 2012, aos 17 anos, devido a uma grave doença degenerativa.

A Fundação explica que os pobres de Manila não só estão expostos a perigos e ameaças, mas muitas vezes “ficam sem os sacramentos por longos períodos de tempo”. “Muitas vezes pensam que há um imposto a pagar, mesmo que os sacramentos sejam gratuitos. Além disso, nem sequer sabem como e o que fazer”, lê-se numa nota. O padre Dauchez acrescenta: “Se é tão difícil levar os nossos filhos feridos a Deus, pelo contrário, é muito fácil levar o Senhor até eles através dos sacramentos.

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.




Leia Mais

Comentários

Apenas usuários logados podem comentar ou responder nossas matérias.