Bispos espanhóis ‘perplexos’ com a controvérsia sobre os comentários do Papa sobre o México | Deo Vero
Botão de Pesquisar Pesquisar
Botão de Pesquisar Entrar
Botão de Pesquisar Assine

Bispos espanhóis ‘perplexos’ com a controvérsia sobre os comentários do Papa sobre o México

Por: Juliana Gabriela Sophia Brito
. Atualizado: 3/10/2021 às 03h:08
O presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador participa de uma cerimônia para marcar o bicentenário da Independência do México da Espanha no Palácio Nacional na Cidade do México em 15 de setembro de 2021. (Crédito: Henry Romero / Reuters via CNS.)

Você pode ouvir a matéria:

ROMA – Depois da polêmica que uma carta do Papa Francisco ao México gerou entre políticos de direita na Espanha, a conferência episcopal do país respondeu convidando os líderes – e seus seguidores – a ler a nota de uma página do pontífice e não as manchetes em torno dela.

Dom Luis Argüello, Secretário-Geral da Conferência Episcopal Espanhola, disse que estavam “perplexos” com a polêmica durante uma entrevista coletiva realizada em Madri, no final da reunião da liderança da conferência.

“Assistimos a comentários que pensamos ter sido feitos [em resposta a] uma manchete, sem ler o documento. Não é um documento longo. É uma página. É dirigido à Igreja do México, porque celebra o 200º aniversário da sua independência. Fora desse contexto, o documento não é compreendido ”, disse Argüello, que também atua como bispo auxiliar de Valladolid.

Sobre o conteúdo da carta, Argüello destacou que a Igreja, “na tarefa de evangelizar, faz bem e mal”.

“Do que a Igreja Espanhola pode se orgulhar?” perguntou e depois respondeu: “De levar uma língua e uma religião a toda a Ibero-América”.

Portanto, mais uma vez, o prelado expressou sua surpresa com “alguns comentários editoriais surpreendentes” que “dão origem a declarações de pessoas que leram um título e não leram uma carta de uma página”.

Durante o fim de semana, Francisco enviou uma carta para o México para o 200º aniversário da independência do país da Espanha. Vários políticos de extrema direita foram atrás do papa porque ele “se desculpou em nome de outros”.

No entanto, a carta do papa estava de acordo com o que seus predecessores disseram sobre o assunto: Não um pedido de desculpas pela conquista espanhola em si, mas pela forma como a Igreja Católica tratou alguns povos indígenas durante o processo. Francisco expressou seu apoio à evangelização da América muitas vezes, inclusive em 2015, quando canonizou o franciscano espanhol Junipero Serra durante sua visita aos Estados Unidos.

“Por isso, em várias ocasiões, tanto meus predecessores como eu mesmo pedimos perdão pelos pecados pessoais e sociais, por todas as ações ou omissões que não contribuíram para a evangelização”, escreveu o Papa.

Ele era, de fato, mais crítico do governo mexicano, por tangencialmente mencionar o regime anti-clerical que governou o país durante a maior parte do século XX.

“Na mesma perspectiva, também não podemos ignorar as ações que, em tempos mais recentes, foram cometidas contra o sentimento religioso cristão de grande parte do povo mexicano, causando profundo sofrimento”, disse a mensagem do Papa.

De acordo com vários jornais espanhóis de direita, Francisco “se desculpou pela conquista” ou “foi atrás da Espanha” por sua influência nas Américas.

“Não entendo muito bem o que um papa de nacionalidade argentina está fazendo se desculpando em nome de outros”, disse Ivan Espinosa de los Monteros, membro do Congresso de Deputados pelo círculo eleitoral de Madri. Espinosa atua como porta-voz do Grupo Parlamentar Vox no Congresso

Da mesma forma, a presidente da Comunidade de Madrid, Isabel Díaz Ayuso, sem dúvida a face em ascensão da “nova direita” da Europa, respondendo a perguntas de repórteres, disse: “Estou surpreso que um católico que fala espanhol fale assim sobre um legado como o nosso, que foi justamente trazer o espanhol, e através das missões, o catolicismo e, portanto, a civilização e a liberdade ao continente americano ”.

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.

É Necessário estar logado para nos enviar sugestões. Cadastre-se ou faça login com sua conta.

Leia Mais

Somente Assinantes podem comentar ou visualizar os comentários. Faça Login ou Assine nosso site.

Botão Facebook Botão Facebook