Bispos da Costa Rica apresentam protocolo para reabertura gradual das igrejas

Por: Redação Deo Vero
. Atualizado: 8/06/2020 às 08h:39
Interior da Catedral Metropolitana da Costa Rica / Crédito: Raúl Arias. Wikimedia Commons (CC BY 2.0)

Os bispos da Conferência Episcopal da Costa Rica (CECR) dirigiram-se ao clero, aos fiéis e à opinião pública para relatar que a Igreja no país está se preparando para a reabertura de igrejas e locais de culto em um processo ordenado e progressivo para evitar a disseminação do coronavírus COVID-19.

“Reiteramos que, em meio a essa situação extraordinária, mantivemos um diálogo próximo e transparente e a maior disposição para colaborar com as autoridades do Ministério da Saúde da Costa Rica. Em atenção à responsabilidade que todos temos no meio dessa crise, nos preparamos para a reabertura de nossas igrejas e locais de culto , em um processo ordenado e progressivo ”, anunciaram em 3 de junho.

Nesse sentido, pediram aos pastores, vigários paroquiais, reitores de igrejas e chefes de templos, capelas de vigília e outras instalações que estivessem vigilantes na “estrita observância” das indicações do “Protocolo da Conferência Episcopal da Costa Rica para a abertura aumento gradual dos templos católicos no país”.

Eles também instaram o povo costarriquenho e os fiéis “a seguir fielmente as instruções de saúde emitidas pelo Ministério da Saúde em favor do bem comum”.

“Convidamos todos os nossos fiéis a continuar implorando ao Senhor Todo-Poderoso, excelência médica, para nos ajudar com sua Divina Graça no meio desta crise de saúde e para nos dar o dom da Saúde e Salvação, tudo por meio de intercessão poderosa. de nossa Mãe Santíssima, Rainha dos Anjos, Padroeira da Costa Rica “, acrescentaram

Protocolo para abrir templos

O protocolo apresentado pelos bispos consiste em 21 pontos que detalham requisitos gerais para a celebração da Missa e outros requisitos específicos para a vigília, celebração de funerais ou acesso a outros sacramentos.

Durante o primeiro mês de reabertura gradual, apenas os templos paroquiais e os maiores templos filiais de cada jurisdição serão abertos com um número máximo de 75 pessoas, inicialmente, mantendo a distância estabelecida de 1,80 metros.

Não serão permitidas mais de duas pessoas por bancada, os banheiros serão equipados com produtos de limpeza adequados e haverá desinfecção constante do templo.

Da mesma forma, a dispensação da provisão de domingo será mantida para idosos e pessoas com um fator de risco.

Para mais detalhes sobre como a liturgia e a distribuição de outros sacramentos ocorrerão, leia o documento em espanhol completo AQUI .

Encontrou algo errado na matéria?

Nosso apostolado possui em sua equipe editorial jornalistas profissionais, sacerdotes, professores e leigos, por esta razão, é possível que o conteúdo do nosso site contenha erros e para isso precisamos da sua ajuda.




Leia Mais

Comentários

Apenas usuários logados podem comentar ou responder nossas matérias.