Arcebispo de Aparecida faz duras críticas a direita

Nicolas Matheus
. Atualizado: 13/10/2019 às 19h:29

O arcebispo de Aparecida/SP, dom Orlando Brandes, durante sua homilia na basílica de Aparecida, neste dia 12 de outubro, feriado da Padroeira do Brasil, fez duras críticas ao conservadorismo e a direita chamando de “dragão do tradicionalismo” e dizendo que ” a direita é violenta e injusta”.

O prelado fez sua reflexão com base nas duas leituras bíblicas comparando com situação atual do país, diante de uma multidão de fiéis.

“Temos o dragão do tradicionalismo. A direita é violenta, é injusta, estão fuzilando o Papa, o Sínodo, o Concílio Vaticano Segundo. Parece que não queremos vida, o Concílio Vaticano segundo, o evangelho, porque ninguém de nós duvida que está é a grande razão do sínodo, do concílio, deste santuário, a não ser a vida como já falei”, disse o arcebispo, se referindo aos ataques contra o Papa Francisco. Disse o arcebispo.

O arcebispo também criticou as desigualdades sociais:

“Aquele dragão, que ainda continua, estão sendo facilitados agora os caminhos do dragão da corrupção, que tira o pão da nossa boca e aumenta as desigualdades sociais, que a mãe não pode ficar alegre com filhos desempregados,com filhos sofrendo uma violência injusta, com filhos e filhas não tendo nem como sobreviver cada dia, talvez até a cada minuto da vida. Dragão é o que não falta, mas a fé vence”, enfatizou.

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, visitou a basílica no feriado, às 16h, sendo ovacionado com aplausos e vaias. Participou da celebração da Santa Missa, fazendo a primeira leitura, mas não rebateu as críticas do arcebispo, dom Orlando Brandes.

Confira o vídeo abaixo:

Compartilhe

Encontrou algo errado na matéria COMUNIQUE ERROS

Leia Mais

Comentários

Apenas usuários logados podem comentar ou responder nossas matérias.