A bíblia é um dos elementos que mais condicionou a cultura portuguesa

Por: Redação Deo Vero
. Atualizado: 1/04/2019 às 02h:00

“A cultura portuguesa, desde a linguagem, torna-se incompreensível ou difícil de compreender na sua plenitude, sem os textos bíblicos”.

É desta forma que D. Anacleto Oliveira, biblista e bispo de Viana do Castelo, que coordena a nova tradução da Bíblia em português, sublinha à VATICAN NEWS o esforço efetuado para se chegar a este 1º volume, um trabalho desenvolvido ao longo de vários anos por 34 investigadores a partir das línguas originais.

Declarações à margem da apresentação, no passado dia 25 de março, na Universidade Católica, em Lisboa, da nova tradução da Bíblia em português ,“Os Quatro Evangelhos e os Salmos”.
Uma sessão que contou com a presença do Cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, que agradeceu o trabalho desenvolvido no âmbito desta tradução, algo “fundamental” na vida da Igreja Católica.

Os leitores vão poder agora apresentar correções e sugestões, num pedido da CEP para que existam reações ao texto provisório agora lançado, e após a publicação de todos os livros, vai ser ratificado pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos.

Ao portal da Santa Sé, D. Anacleto Oliveira reafirma os dois critérios fundamentais desta tradução apresentados nesta sessão na UCP, nomeadamente, a “fidelidade ao sentido literal” e “compreensibilidade da tradução” na atualidade.

“Literalista, para mim, significa ser incompreensível. Literal significa o máximo compreensível, porque respeita a língua original, o significado original e respeita simultaneamente a língua de hoje”, diz o Bispo de Viana do Castelo que considera que “a Bíblia é um dos elementos que mais condicionou a cultura portuguesa”.

Já em relação ao contributo desta tradução para os países da lusofonia, D. Anacleto Oliveira têm perspetivas diferentes para o espaço lusófono. O prelado português entende ser “difícil fazer uma tradução comum“ com o Brasil, uma vez que, como refere, “não é por acaso que os brasileiros já têm uma tradução oficial e estão a revê-la”, mas admite uma maior “proximidade” em relação aos países africanos de língua portuguesa.

Nesta entrevista À VATICAN NEWS, o coordenador da nova tradução da Bíblia em português destaca ainda o pontificado do Papa Francisco.“É uma figura excecional. É um homem livre, é um homem de Deus, oxalá o Senhor o conserve ainda por muitos anos”, diz o Bispo de Viana do Castelo que considera que “este é um momento providencial na história da Igreja, é um momento de conversão”.

“É uma figura excecional. É um homem livre, é um homem de Deus, oxalá o Senhor o conserve ainda por muitos anos”, diz o Bispo de Viana do Castelo que considera que “este é um momento providencial na história da Igreja, é um momento de conversão”.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.